O Programa Luz no Picadeiro, eixo de formação do Festival Internacional de Circo do Ceará, é um conjunto de ações desenvolvidas com o objetivo de preservar e difundir o saber circense através do ensino periódico de técnicas valorizando a tradição e explorando novas possibilidades na busca do aperfeiçoamento nas diversas técnicas circense fortalecendo os processos de formação, produção, capacitação e instrução de artistas circenses cearenses.

Treinamento Básico de Prevenção e Combate a Incêndios e de Primeiros Socorros

09 de Setembro (quarta-feira) de 8h às 12h.

Público atendido: Equipe de técnicos e produtores do Festival Internacional de Circo do Ceará
Tipo de programação: Presencial
Participação: Inscrições antecipadas / link para formulário de inscrição
Oferta de vagas: 15 participantes
Local: CTDH – Centro de Treinamento e Desenvolvimento Humano do Corpo de Bombeiros

Instrutor:

Domingos Alves Evangelista Neto

Subtenente Bombeiro Militar - Fisioterapeuta (CREFITO: 173991F); Especialista em Gestão em Saúde - Especialista em Saúde Coletiva - Licenciado em Biologia

Treinamento em NR 35 – Segurança no Trabalho em Altura

17 de Setembro (quinta-feira) de 8h às 18h

Público atendido: Equipe de técnicos do Festival Internacional de Circo do Ceará
Tipo de programação: Presencial
Participação: inscrições antecipadas / link para formulário de inscrição
Oferta de vagas: 15 participantes
Local: Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

Instrutor:

Maik Feitosa

Maik Feitosa é técnico de segurança do trabalho, bombeiro civil e assessor técnico de brigada de incêndio. Acadêmico de Engenharia de Produção, atua a mais de 10 anos na segurança do trabalho e na formação profissional voltada para o trabalho seguro.

Vivência em Báscula

01 e 02 de Dezembro de 18h às 22h.

Público atendido: Artistas, esportistas
Tipo de programação: Presencial
Participação: inscrições no local
Oferta de vagas: 15 participantes
Local: Núcleo de Arte e Cultura do Eusébio – NAEC

Instrutor:

Grupo Tripotes La Compagnie (Bélgica)

O coletivo helvético-espanhol, Tripotes la Compagnie, nasceu em Bruxelas, na Bélgica. A potencialidade do aparelho combinado aos corpos dos artistas e os conhecimentos acrobáticos, os permitiu mesclar a técnica da báscula coreana com as portagens acrobáticas resultando numa técnica que pode ser vivenciada por iniciantes e melhor estudada e praticada para desenvolvimentos de propostas artísticas.

III Seminário Ensino de Artes Circenses: Experiências de Vivência, Gestão e Memória

20 a 24 de Janeiro às 15h

Evento em sua terceira edição, integrante do Programa Luz do Picadeiro, eixo formativo do Festival Internacional de Circo do Ceará que tem como objetivo possibilitar o diálogo sobre práticas pedagógicas, políticas de salvaguarda de memória e gestão de espaços voltados para a linguagem do circo, trazendo experiências  e vivências dos diversos atores do campo das artes circenses. Estão em discussão  metodologias,  pesquisas acadêmicas,  práticas de formação e modelos de gestão em construção ou consolidadas de dentro e fora do Brasil. O Seminário é fruto de parceria com os projetos: “Co-laboratório em Artes Circenses”, de gestão colaborativa da Artelaria produções, Galpão da Vila e Grupo Fuzuê, “Pensando as Artes do Circo” organizado pela APAECE, e “Formação em Circo” da Associação Cultural Canoa Criança.

Público atendido: Fórum de trupes, grupos e artistas independentes / Fórum de Técnicos / Escolas de Circo / Associação dos proprietários, artistas e escolas de circo do Ceará / Escolas do Edital Escolas Livres.
Tipo de programação: Online / virtual
Participação (inscrição gratuita): Interessados em certificação devem fazer a inscrição através do link clicando aqui.
Demais interessados em acompanhar o seminário poderão acessar se inscrevendo no canal do youtube do festival.
Canal de acesso: YouTube do Festival Internacional de Circo do Ceará

Políticas Públicas para o Circo

20 de Janeiro (quarta-feira)

Convidados:

Ermínia Silva (SP)

Ermínia Silva (SP)

Graduação em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1980), graduação em História pela Universidade Estadual de Campinas (1993), Mestrado em História pela Universidade Estadual de Campinas (1996) e Doutorado em História da Cultura pela Universidade Estadual de Campinas (2003). Autora dos livros: Circo-teatro: Benjamim de Oliveira e a teatralidade circense no Brasil (Altana, 2007) e Respeitável Público...o circo em cena, junto com Luiz Alberto de Abreu (Funarte, 2009).

Desenvolve atividades de formação e de pesquisa na Escola Nacional de Circo - Funarte (RJ), Co-coordenadora do Grupo Circus - FEF-Unicamp. Professora Convidada do Programa de Pós-Graduação em Artes (Mestrado, UNESP. Professor Responsável: Mário Fernando Bolognesi, de 2011 a 2013. Coordenadora, junto com Daniel de Carvalho Lopes do site www.circonteudo.com.br.

Tem experiência na área de História, com ênfase em Cultura, atuando principalmente nos seguintes temas: circo, circo-teatro, artes cênicas, cômico, teatro-filosofia e formação de ator. Vem produzindo conhecimento na interface entre a história do circo, com ênfase no Brasil, e a construção da memória, científica ou não, da produção cultural na sociedade brasileira, em particular do século XIX até hoje, no XXI.

Tem debatido de modo produtivo sobre a produção do circo-teatro no Brasil e os estudos acadêmicos brasileiros sobre o teatro, a música, o rádio, o cinema e a televisão, utilizando-se da teatralidade circense como analisador dessa construção

Diocélio Barbosa (PB)

Possui experiência na área de Artes, como pesquisador, ator, palhaço, circense, diretor, educador, produtor e gestor cultural. É doutorando em Artes Cênicas pela UFBA, mestre em Artes Cênicas pela UFRN, especialista em Gestão e Produção Cultural pela UFCG e licenciado em Artes Cênicas pela UFPB.

É idealizador da “Circonferência”, já foi gerente da Escola de Circo Djalma Buranhêm, da Funesc, e é um dos fundadores da Trupe Arlequin, dando vida ao Palhaço Xulé. Com esta e outras personagens, participou e dirigiu diversos espetáculos da Trupe, a exemplo de “Muvuca Circense” (2009), “Sonho de Voar” (2009), “Circo Arlequin” (2009) e “Xulé à la carte” (2017). A Trupe Arlequin foi fundada em João Pessoa no ano de 2008, sendo formada por artistas que já possuem uma trajetória de trabalhos voltada para as artes do circo e do teatro, tornando-se uma referência enquanto articuladora da arte paraibana.

Valeria Cordeiro (CE)

Valeria Cordeiro (CE)

Graduada em Administração, especialização em Gestão Cultural com ampla experiência em Produção Cultural, na função de coordenação executiva de diversos projetos culturais do Estado, assim como no desenvolvimento, gestão e produção de ações, projetos e programas sócio-culturais no âmbito público e privado. Atualmente está como gestora na Coordenadoria de Artes e Cidadania Cultural da SECULT/CE.

Empreendedorismo no Circo – Novos Caminhos e Experiências

21 de Janeiro (quinta-feira)

Convidados:

Marlene Querubim (SP)

Marlene Querubim (SP)

Diretora, compositora, escritora e artista plástica. É a única mulher brasileira, não nascida em circo, a montar e dirigir há mais de trinta e cinco anos, o Circo Spacial, um dos maiores do Brasil.

Participou ativamente na elaboração da 1o normatização de circo no mundo (ABNT/233), realizou vários seminários de circo, fundou a Academia Brasileira de Circo-ABC, vice presidente do Cirque Festival Contest, fundou e preside a União Brasileira de Circos Itinerantes-UBCI.  Palestrante e autora do livros ‘Marketing de Circo’, Coração na lona, Momentos mágicos, Any a bailarina, Serragens nas Veias, gestão espetacular, idealizadora da série infantil Família Spacial. Empresária, fundadora e presidente do Circo Spacial e a única mulher a montar e gerenciar um grande circo no Brasil.

É pioneira em criar um game nos computadores infantis: o picadeiro nacional ficou pequeno e ela é a curadora do primeiro festival da La Force no Brasil, única brasileira entre dezenas de produtores e jurados europeus da competição realizada há décadas na Europa.

Diva Mercedes (CE)

Diva Mercedes (CE)

Analista do Sebrae/CE e gestora do projeto de Economia Criativa da instituição. Formada em Economia, com NBA em Gestão de Pessoas, Especialização em Design e Negócios de Moda, e também em Consultoria para Negócios

Luis Sabadia (CE)

Luis Sabadia (CE)

Trabalha com gestão cultural e economia criativa. É gestor de espaços culturais e atua na concepção, viabilização e gestão de projetos culturais para instituições públicas e privadas. É formado em administração e pós graduado em gestão cultural. Um dos fundadores da OSC Alpendre, é consultor do SEBRAE, foi Diretor de Ação Cultural do Centro Dragão do Mar, e desde 2014 é gestor do Museu da Indústria, uma iniciativa do sistema FIEC através do SESI Ceará.

Atua na política cultural em conselhos consultivos como Conselho Estadual de Políticas Culturais (Governo do Ceará), do Conselho de Administração do Instituto Cultural Iracema – ICI (Prefeitura Fortaleza), e foi da CNIC – Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (Ministério da Cultura). É presidente da Câmara Setorial de Economia Criativa – ADECE (Ce), é sócio fundador da empresa Vanguardeiro.

Laize Fracalosi (CE)

Laize Fracalosi (CE)

Advogada com experiência em gestão de políticas culturais, parcerias público-privadas, gestão de projetos, financiamentos internacionais, licitações e contratos administrativos. Atualmente exerce a função de Coordenadora de Economia da Cultura da Secult, atuando na gestão do Mecenato Estadual, das políticas voltadas ao setor do audiovisual, do Observatório de Políticas Culturais e das demais questões ligadas à economia da cultura, além de ser membro das Câmaras Setoriais de Economia Criativa, de Gastronomia e do Audiovisual.

Já exerceu as funções de Chefe de Gabinete da Secretaria Municipal de Cultura de Fortaleza/Secultfor, assessora do Procurador Geral do Município de Fortaleza, Secretária Executiva do Comitê de Direção do Projeto de Aperfeiçoamento das PPP Fortaleza/Brasil/Reino Unido/Prosperity Fund, membro do Grupo de Análise de Pleitos dos Programas Polo Tecnológico de Fortaleza e Polo Criativo de Fortaleza.

Também atuou como Procuradora Geral Adjunta no Município de Canindé e assessora jurídica da Secretaria das Cidades do Estado do Ceará, da Defensoria Pública Geral do Estado do Ceará e do Programa de Apoio às Reformas Sociais do Ceará – PROARES II

Giza Diógenes (CE)

Giza Diógenes (CE)

É gestora e produtora cultural atuante no mercado cearense desde 2001 trabalhando em produções de grandes eventos referência no cenário local e nacional. Técnica em Turismo (2001) pela antiga Escola Técnica Federal do Ceará, hoje Instituto Federal do Ceará -  IFCE e bacharel em Administração (2020) pela Unifanor. Fundadora da Iluminura Produtora Cultural e idealizadora do Festival Internacional de Circo do Ceará.

Acervos e Salvaguarda de Memória – Processos de Salvaguarda de Documentos e de Acervos

22 de Janeiro (sexta-feira)

Convidados:

Camila Montefusco (SP)

Camila Montefusco (SP)

Bisneta do palhaço Goteira, Camila Montefusco é graduanda em História pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo). Ingressou em 2015 no Centro de Memória do Circo, onde atua no núcleo de Acervo. Coordenou, entre diversas outras ações, o eixo de tratamento técnico do Sou de Circo - Programa de Formação e Experimentação Profissional de Jovens Circenses em Museologia e História do Circo.

Silas de Paula (CE)

Silas de Paula (CE)

É capixaba e reside no Ceará. Atualmente dirige o projeto para o novo Museu da Imagem e do Som do Ceará. Doutor pela Universidade de Loughbourough, Inglaterra, é professor aposentado do Instituto de Cultura e Arte e do Programa de Pós-graduação da UFC. Atua na linha de pesquisa em Fotografia e Audiovisual. Tem dois livros, fez várias exposições, ganhou alguns prêmios e tem diversos textos publicados em revistas científicas e jornais.

Cristina Holanda (CE)

Cristina Holanda (CE)

Professora, historiadora e pesquisadora. Foi diretora do Museu Histórico do Ceará. Coordena numerosos projetos de pesquisa histórica no Cariri, tem livros publicados e exerce papel de liderança nessa área em Pernambuco e no Ceará. Foi eleita sócia efetiva para o Instituto Histórico e Geográfico de Pernambuco, cuja candidatura foi apresentada pelo seu presidente, o historiador João Mendonça Amorim Filho. Atualmente é Coordenadora de Patrimônio Cultural e Memória na Secretaria de Cultura do Estado do Ceará.

Pedro Domingues (CE)

Pedro Domingues (CE)

Ator, diretor teatral e gestor cultural, bacharel em Artes Cênicas, atuou e dirigiu dezenas de espetáculos. Foi homenageado com o Prêmio Dragão do Mar, da Secretaria da Cultura, em 1998. Em 2008, com o Troféu Carlos Câmara, maior comenda teatral cearense, concedida pelo grupo Balaio aos que ajudaram a construir a história do Teatro no Ceará.

Foi presidente da Federação Estadual de Teatro Amador e um dos fundadores do Sindicato dos Artistas do Ceará. Na gestão pública, foi Secretário de Cultura de Barbalha, Coordenador de Ação Cultural da Secult/CE e exerceu a função de Coordenador Geral da Secretaria da Cidadania e da Diversidade, no Ministério da Cultura.

Na Prefeitura Municipal de Fortaleza, dirigiu o Teatro Municipal São José. Trabalhou também na Secretaria de Cultura de Aquiraz. Atualmente é diretor do Theatro José de Alencar.

Segurança no Circo - Normativas de segurança, equipamentos e certificações

23 de Janeiro (sábado)

Convidados:

Ely Gomes dos Santos (SP)

Ely Gomes dos Santos (SP)

É engenheiro de operação modalidade eletrotécnica, Engenheiro de Segurança do Trabalho, Especialista em Matemática Superior, Especialista em Engenharia de Energia e Técnico em Mecânica. Responsável técnico por vários parques de diversões e circos, foi coordenador da Comissão Especial que elaborou a NBR 16650, da ABNT, norma que define projetos, terminologia e classificação dos circos.

Tenente Waldomiro Loreto do Nascimento (CE)

Representando o Corpo de Bombeiros Militar do Ceará

Polyana Carcará (CE)

Polyana Carcará (CE)

É Artista Circense, integrante do Fórum de trupes, grupos e artistas independentes. Palhaça e Acrobata Aérea. Atualmente faz parte do corpo de alunos do Co.Laboratório em Artes Circenses, onde pratica e investiga o trapézio fixo, integrou o @desviecoletivo, coletivo de criação e pesquisa circense em aparelhos aéreos em 2019.

Artista convidada para a residência artística do programa pontes 2019, com a participação da companhia Gravity & Levity, da coreógrafa britânica Lindsay Brutcher, que envolveu um viés de propostas artísticas, lidando entre dança, dança vertical, circo e arquitetura espacial com criação do "título Suspenso" apresentado na Bienal de Dança do Ceará (2019).

Se dedica ao ensino de artes cênicas, especificamente dentro da prática circense. Hoje conduz a turma facilitando o ensino de iniciação à técnica de acrobacia aérea, no galpão da vila fortaleza. Atua no “circo escape” onde faz produção e vem gerindo grupo de artistas circenses na cidade de Fortaleza. Formada em Curso de Iluminação pela Escolas e dedica as acrobacias aéreas, é facilitadora de classes de tecido acrobático e trapézio fixo no galpão da vila em Fortaleza, tem especialização profissional em reabilitação e treinamento funcional & em liberação miofascial, além de pensar estéticas de iluminação em cenas e se debruçar pelas tecnologias presentes no maquinário circense Porto Iracema das Artes – Escola de Formação e Criação do Ceará, no ano de 2018.

Reginaldo Aparecido Calvo (CE)

Reginaldo Aparecido Calvo (CE)

Presidente da Associação dos proprietários, artistas e escolas de circo do Ceará - APAECE, fundada em 2006. Nome artístico, Palhaço Ximbica, pertencente à Família Calvo, família, com cinco gerações dedicadas ao circo, mantendo a itinerância e a execução de números tradicionais há mais de cinco décadas. Atualmente é proprietário do América Circos, que atua no Estado do Ceará, levando ao público apreciador, espetáculos inovadores e de grande qualidade técnica e artística

Espaços de Formação: Gestão e Projetos Políticos Pedagógicos

24 de Janeiro (domingo)

Convidados:

Rodrigo Duprat (SP)

Doutorado (2014) pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP. Mestrado (2007) em Educação Física, Licenciatura em Educação Física (2006) e Bacharelado em Treinamento Esportivo (2003) todos pela Unicamp. Realizou estágio de Pós-Doutorado (2019-2020) na Faculdade de Educação Física da Unicamp.

Co-autor do livro Artes Circenses no âmbito escolar (2010). Menção honrosa - Prêmio Capes de Teses 2015 e IV Prêmio ACCAFIDE. Associação Científico-cultural de Investigación y Docência en Actividad Física y Deportes. Membro do CIRCUS. Grupo de Pesquisa em Circo.
Acrobata, malabarista, palhaço e ator com mais de 20 anos de experiência na área artística.

Cofundador e artista da Cia Los Circo Los (2004-2019), tendo recebido os prêmios: Especial do Júri no XII Festival de Teatro de Paraguaçu Paulista, melhor espetáculo Júri Popular e Excelência nas Artes Circenses no IV Festival de Teatro das Agulhas Negras.

Fundador da cia. Bravata de Circo e Teatro (2020). Desenvolve pesquisas acadêmicas e artísticas nas áreas: circo; teatro de rua; corpo, linguagem e arte; pedagogia do circo; formação do profissional circense

Iara Gueller (SP/BEL)

Iara Gueller (SP/BEL)

Artista de circo, bailarina e produtora artística. Iniciou-se nas artes aos 5 anos, formou-se em Bacharelado e Licenciatura em Dança pela UNICAMP (2013) e logo após na Escola Superior de Artes Circenses - ESAC (2017) na Bélgica. Ao longo de sua formação e experiência profissional, trabalhou com diretores de circo, teatro e dança, entre eles Roberto Magro (Itália), Catherine Diverres (França), Tato Villanueva (Argentina), entre outros. Enquanto artista, trabalhou com o Circo Zanni e Cia K e atualmente está na Cia Cíclicus (Espanha).

O seu solo “Deslira” foi apresentado em diversos festivais pelo mundo, como Les Estivales - Pairi Daiza (Bélgica- 2017); 1º e 2º edição do Festival Internacional de Circo de São Paulo - FIC (Brasil- 2018/19); 1st Cirque International Festival of Brazil Contest (Brasil - 2018) e Fira Trapezi Reus e Festival MAC - Festes de la Mercé (Espanha- 2019).

Edmar Candido (CE)

Edmar Candido (CE)

Gestor do Colaboratório em Artes Circenses.  Circense, bailarino, intérprete e criador, formado pelo Curso de Arte Dramática da Universidade Federal do Ceará (UFC), Aperfeiçoamento Técnico em Artes Circenses Escola Nacional de Circo do Rio de Janeiro ENC.

Participou da IV Turma Curso Técnico em Dança do SENAC e Porto Iracema das Artes, em 2015, Laboratório de Dança do Porto Iracema das Artes, em 2016 e formando em Educação Física pela Universidade Estácio  de Sá. Participou de intercâmbios artísticos na Argentina, Colômbia, Cabo Verde, Alemanha, França e Espanha. Em 2017, participou do projeto palco Giratório 2017 com o espetáculo autoral Palafita e Desistência Poética. Desde 2006 dirige o coletivo Fuzuê e integra a diretoria da associação cultural Artelaria Produções.

Atualmente integra a equipe de coordenação e quadro de professores do projeto de Formação Circense “Colaboratório em Artes Circenses” em Fortaleza elaborado por via da parceria entre artelaria produções/galpão da Vila e Grupo Fuzuê.

Ana Vieira  (CE)

Ana Vieira  (CE)

Doutoranda pesquisadora em educação - formação e supervisão de professores pela Universidade de Lisboa. Coordenadora pedagógica de projetos na APAECE E CIRCO ESCOLA CANOA CRIANÇA. Pesquisadora no Projeto Virando o Jogo - FUNCAP/CE. Graduada em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Ceará, Especialista em Docência EAD pela Universidade de Fortaleza - UNIFOR, Mestra em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará – UFC.

Atua principalmente na discussão dos seguintes temas: Ensino Superior Privado, Responsabilidade Social e Formação de professores. Professora universitária.   Consultora na área de Responsabilidade Social. Foi Coordenadora do Programa Formação Cidadã, do Instituto FIEC de Responsabilidade Social durante 3 anos.

Foi Supervisora do Núcleo de Altos Estudos e Orientadora da Célula de Formação Continuada em Segurança Pública na Academia Estadual de Segurança Pública (AESP). Foi Gestora de Coordenação Acadêmica da UNICHRISTUS e Professora-orientadora da Pós-graduação da Unichristus.

Rosangela Santos (CE)

Rosangela Santos (CE)

Coordenadora do projeto Circo Social Associação Cultural Canoa Criança. Desenvolve trabalho no modelo da Metodologia de Circo Social, direcionado a crianças e adolescentes. Técnica Circense (Tecido Fazoly, Malabares). É diretora artística dos espetáculos da associação.  Participou de vários eventos: Encontro Nordestino de Educação e Cidadania, organizado pelo BNB. Realizadora e produtora da Mostra Dragão do Mar de Arte e Cultura de Canoa Quebrada. Coordenação artística do projeto Formação em Circo

Lives

25 a 26 de Janeiro – às 19h.

Público atendido: Fórum de trupes, grupos e artistas independentes / Fórum de Técnicos / Escolas de Circo / Associação dos proprietários, artistas e escolas de circo do Ceará / Escolas do Edital Escolas Livres / Artistas Circenses / Público interessado
Tipo de programação:
Online / virtual
Participação:
Seguir o instagram @festivaldecircoceara e inscrição no Youtube do Festival Internacional de Circo do Ceará
Plataforma de acesso:
Instagram

Palhaçaria e Saúde

25 de Janeiro (segunda-feira)

Convidada:

Cristina Franciscute (CE)

Cristina Franciscute (CE)

Diretora e professora de teatro, cantora, produtora e gestora cultural. Fundadora da Trupe do Riso, equipe multiprofissional, composta de atores e músicos com formações acadêmicas nessas áreas específicas, foi  criada  em  setembro  de  1999. Desenvolvem atividades  de  estímulo  à  Leitura  nas  ações  em  hospitais  junto  a  crianças,  idosos  e  pacientes  de oncologia  através  de  Leitura  em  voz  alta  em  enfermarias  e  salas  de  espera  e  de  Contação  de  Estórias.  

Tem  um  projeto  de Carrinho  Biblioteca  com  Contação  de  Estórias  para  Hospitais,  Asilos  e  Creches,  onde  um  carrinho  biblioteca  cenográfico, contendo 100 (cem) títulos de obras selecionadas, é conduzido nos corredores por atores contadores de estórias que entram nos quartos, enfermarias e até UTI, contam histórias e deixam livros. Também para os funcionários que trabalham nas unidades, geralmente com alto nível de estresse.

Mediação:

Ângelo Márcio (FICC)

Ângelo Márcio (FICC)

Formado em Pedagogia (licenciatura) pela UECE (Universidade Estadual do Ceará - 2004),  ngelo Márcio tem 25 anos de experiência em atividades artísticas e culturais. É ator, clown, músico, arte – educador e produtor cultural. Atuou em vários espetáculos e ministrou  diversos workshops e oficinas relacionados às áreas de música, teatro, arte educação e produção.

É articulador, curador e diretor artístico do Festival Internacional de Circo do Ceará e Festival dos Inhamuns, Circo, Bonecos e Artes de Rua (2010-2020).

Produziu projetos como Terminal da Música (2011), Mostra de Teatro de Rua de Jaguaribe (2010/2011), Zefinha Volante (2018) além de prestar assessoria artística para projetos sociais de ong’s na elaboração de projetos culturais e cursos ligados a área teatral e musical.

Estruturas Aéreas para números circenses.

26 de Janeiro (terça-feira)

Convidados:

Cícero dos Santos Brasil (CE)

Cícero dos Santos Brasil (CE)

De família circense, é palhaço e produtor cultural atuante no circo há mais de 30 anos. Foi instrutor do Circo Escola do Conjunto Palmeiras e Bom Jardim durante 10 anos. Tem cursos de Artes Cênica e de Pintura de Rosto.

Como palhaço além de atuar em circos por todo o Ceará e outros estados brasileiros, também participou do Festival dos Inhamuns. Circo, Bonecos e Artes de Rua e como técnico participou de todas as edições do Festival Internacional de Circo do Ceará.

Pablo Nórdio (SP-ARG)

Pablo Nórdio (SP-ARG)

Criador do Circo Amarillo, com quem trabalha desde 1997 com criação e atuação de espetáculos circenses. Sócio proprietário e diretor do Circo Zanni, desde de 2003. A partir desta data desenvolve trabalho como técnico de segurança e montagem de espetáculo.

O Circo Amarillo é um grupo que desde 1997 desenvolve em Sudamerica uma pesquisa diferenciada baseada na figura do palhaço excêntrico musical. Durante esses quinze anos teve uma atuação bastante diversificada, envolvendo espetáculos em lona, teatro e rua.

O grupo já foi contemplado nos principais editais municipais (Fomento ao Circo da Cidade de São Paulo 2014) estaduais (Programa de Ação Cultural do Governo do Estado de São Paulo em 2010, 2011, 2012 e 2013) e federais (Prêmio Funarte Carequinha 2013), além de patrocínio da TE Conectivy e pela Eucatex por meio da Lei de incentivo PROAC- ICMS (2012).O espetáculo NA ESTRADA estreou em 2013 através do Edital do Programa de Ação Cultural do Governo do Estado de São Paulo (PROAC). O mais recente do grupo, já realizou circulação pelo interior de São Paulo (2013 e 2014) e neste ano de 2015, realizou uma circulação pelas praças da capital paulista.

Mediação:

Ângelo Márcio (FICC)

Formado em Pedagogia (licenciatura) pela UECE (Universidade Estadual do Ceará - 2004),  Ângelo Márcio tem 25 anos de experiência em atividades artísticas e culturais. É ator, clown, músico, arte – educador e produtor cultural. Atuou em vários espetáculos e ministrou  diversos workshops e oficinas relacionados às áreas de música, teatro, arte educação e produção.

É articulador, curador e diretor artístico do Festival Internacional de Circo do Ceará e Festival dos Inhamuns, Circo, Bonecos e Artes de Rua (2010-2020).

Produziu projetos como Terminal da Música (2011), Mostra de Teatro de Rua de Jaguaribe (2010/2011), Zefinha Volante (2018) além de prestar assessoria artística para projetos sociais de ong’s na elaboração de projetos culturais e cursos ligados a área teatral e musical.

Encontros

27 a 28 de Janeiro

Público atendido: Fórum de trupes, grupos e artistas independentes / Fórum de Técnicos / Escolas de Circo / Associação dos proprietários, artistas e escolas de circo do Ceará / Escolas do Edital Escolas Livres / Artistas Circenses / Público interessado
Tipo de programação:
Online / virtual
Participação:
Inscrição no Youtube
Canal de acesso: Youtube do Festival Internacional de Circo do Ceará

Comicidade e Humor em Tempos do Politicamente Correto

27 de Janeiro (quarta-feira)

Convidados: 

Alysson Lemos (CE)

Alysson Lemos (CE)

Graduação em Gestão de Turismo - Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Ceará 2015/Técnico em Produção de Eventos Culturais - Instituto Centro de Ensino Tecnológico 2017/ Mestrado em Artes - Universidade Federal do Ceará 2020Artista e pesquisador, Mestre em Artes pela Universidade Federal do Ceará, integrante do Grupo As 10 Graças, Coletivo os Pícaros Incorrigíveis. Autor do livro Os Bufões estão de Volta. Desenvolve pesquisa multilinguagem tendo a bufonaria como principal campo de experimentação.

Carri Costa (CE)

Carri Costa (CE)

Ator, diretor, dramaturgo e produtor cultural. Carri Costa nasceu em Pacajus, interior do Ceará. Inicia aos 15 anos sua carreira nas artes cênicas. Formado pelo Curso de Artes Dramáticas da Universidade Federal do Ceará, integrou várias companhias até criar a Cia. Cearense de Molecagem. Em 1993 aluga um velho armazém que se tornaria o Teatro da Praia.

Atuou em curtas e longas metragens: ONDE ESTÁS CORAÇÃO (Pedro Lima Verde), O QUINZE (Jurandi Oliveira), ONDE ANDA VOCÊ (Sergio Rezende), HOMENS COM CHEIRO DE FLOR (Joe Pimentel), O ALTO DA CAMISINHA (Clébio Ribeiro), CABEÇA DE NEGO (Déo Cardozo), SCELUS (Edmilson filho), BEM VINDA A QUIXERAMOBIM (Halder Gomes) entre outros.Realizador do FESFORT, Festival de Esquetes de Fortaleza.

Desenvolve pesquisas sobre humor e a molecagem cearense culminando com vários sucessos teatrais: TITA & NIC, ALBERGUE BRODER, AS VIZINHAS, LOUCURAS DE AMOR, CIRCU DO SEU ZÉ, CACOS DE FAMÍLIA, MALASOMBRO, XIBIU. Em 2012 recebeu o Troféu Carlos Câmara. Em 2017 integrou o elenco da Série CINE HOLYÚDE na Globo exibido em 2019 e reprisado em 2020. E recebe o troféu Sereia de Ouro.

Mediação:

Ângelo Márcio (FICC)

Ângelo Márcio (FICC)

Formado em Pedagogia (licenciatura) pela UECE (Universidade Estadual do Ceará - 2004),  ngelo Márcio tem 25 anos de experiência em atividades artísticas e culturais. É ator, clown, músico, arte – educador e produtor cultural. Atuou em vários espetáculos e ministrou  diversos workshops e oficinas relacionados às áreas de música, teatro, arte educação e produção.

É articulador, curador e diretor artístico do Festival Internacional de Circo do Ceará e Festival dos Inhamuns, Circo, Bonecos e Artes de Rua (2010-2020).

Produziu projetos como Terminal da Música (2011), Mostra de Teatro de Rua de Jaguaribe (2010/2011), Zefinha Volante (2018) além de prestar assessoria artística para projetos sociais de ong’s na elaboração de projetos culturais e cursos ligados a área teatral e musical.

Palhaçaria e Protagonismo Feminino

28 de Janeiro (quinta-feira)

Convidadas:

Rayanne Mendes (CE)

Rayanne Mendes (CE)

Atriz, palhaça, brincante, licencianda em Teatro pelo Instituto Federal do Ceará - IFCE e pesquisadora da cultura popular. Iniciou seu percurso artístico em 2006 quando participou do curso “CIART - Curso de Iniciação do Ato de Representar” na cidade de Fortaleza. Em 2007 inicia sua pesquisa no universo da cultura popular e palhaçaria junto ao Grupo Garajal de Arte e Cultura Popular de Maracanaú.

Participou de formações em palhaçaria e teatro de rua com grandes artistas latino-americanos, dentre eles Claudio Ivo (CE), Chacovacchi (ARG), Felícia de Castro (BA), Richard Riguetti (RJ), Eduardo Show da Vida (CE) e João Carlos Artigos (SP). Em 2017 entra para o Bando As 10 Graças, dando seguimento a pesquisa em palhaçaria voltada para a bufonaria moderna. Em seu percurso artístico vem desenvolvendo um pensamento poético que tem a mulher como foco de pesquisa, culminando na Rede de Comicidade Feminina, um lugar de pensar coletivamente com outras mulheres da cidade o lugar do feminino na palhaçaria de Fortaleza. Já participou de inúmeros circuitos e festivais como o Projeto Palco Giratório Nacional (2014); Festival de Teatro de Rua de Porto Alegre - RS; Circuito Cultural Paulista - SP; Festival Internacional de Teatro - São José do Rio Preto/SP; Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga - CE; Festival Internacional de Circo do Ceará entre outros.

Dielan Vianna (CE)

Dielan Vianna (CE)

Atriz, palhaça, arte educadora, figurinista, maquiadora com habilidades em técnicas circenses e danças populares, trabalha com a temática feminista em suas criações e uma das integrantes do Grupo Desequilibradoz da cidade de Maracanaú. Participou em vários festivais como: Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga (CE), FETAC - Acopiara (CE) (2011/ 2015) – Prêmio de Melhor espetáculo com Romeu e Julieta: O Encontro de Shakespeare e a cultura popular.  XIV Festival Recife do Teatro Nacional – Recife, Festival dos Inhamuns - Circo Bonecos e Artes de Rua – Arneiroz e Tauá (CE), Festival das Artes Cênicas BNB – Fortaleza (CE), Cariri (CE) e Sousa (PB) , Palco Giratório local 15 anos SESC – Fortaleza (2012).

Aline Campelo (CE)

Aline Campelo (CE)

Palhaça e Atriz, formada pelo Curso Superior em Artes Cênicas, pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE/2009) e no curso de Letras Português/Literatura pela Universidade Federal do Ceará (2010). Tem registro profissional de artista sob o número 1064CE.

É integrante do grupo de circo-teatro K’Os Coletivo, sediado em Fortaleza/Ceará. Integrou peças diversas, sendo as principais: Guerra de Cup&Cake (2017); Circo do K’Os – Os Clássicos da Palhaçaria (2016); Tripa de Elite (2017); O Segredo de Cocachim (2014); A Noiva e o Condutor (2019); e Majestic Bar (2008). Com o referido grupo, já realizou formações e apresentações de espetáculos em vários estados, como São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Bahia, Piauí, Ceará e Paraíba.

Mediação:

Andrea Vasconcelos (FICC)

Andrea Vasconcelos (FICC)

Especialista em Gestão Estratégica de Políticas Públicas pela Unicamp, graduada em Socióloga pela UFC. Sócia na empresa Ideais Produções e idealizadora da Casa é sua - Casa Produção. Membro do Fórum de Produtores Culturais do Ceará e Conselheira no Conselho Estadual de Políticas Culturais 2018/2020. Atua na área de produção cultural com serviços de consultoria, elaboração, articulação e gestão de projetos criativos.

Videoaulas

29 a 31 de janeiro

Público atendido: Crianças/ Arte educadores/ Público interessado
Tipo de programação: Online / virtual
Participação: Inscrição no Youtube
Canal de acesso: Youtube do Festival Internacional de Circo do Ceará

Comicidade e Humor em Tempos do Politicamente Correto

29 de Janeiro (sexta-feira)

Confecção de Bolinhas e swing com saco plástico e retalho para prática de malabarismo

30 de Janeiro (sábado)

Confecção do instrumento musical Kazoo feito de garrafa Pet e demonstração de como extrair seu som.

31 de Janeiro (domingo)

Instrutores:

Jarderson Nobre (CE)

Graduado e mestrado em filosofia pela Universidade do Ceará – UECE Sou um artista/educador/produtor/gestor/pesquisador que trabalho com diversas linguagens: circo, teatro de bonecos, capoeira, permacultura, humor e filosofia, buscando integrar as artes e saberes e responsabilidade social. Sempre buscando valorizar a ancestralidade e diversidade dos saberes, seres e quereres em diálogo com as inovações. Produtor e gestor cultural da cidade de Eusébio e estado do Ceará, No mundo do circo trabalhou com as linguagens de malabarismo, equilibrismo e acrobacia.

Fundador da Associação CircoLAR Sr. Juarez, localizada na cidade de Eusébio, onde ensino a 4 anos circo, capoeira e teatro de bonecos. Membro Criador do grupo de brincantes da cultura popular do Ceará - BREU (BRincantes de Eusébio)

Irlanda Andrade

Graduado e mestrado em filosofia pela Universidade do Ceará – UECE Sou um artista/educador/produtor/gestor/pesquisador que trabalho com diversas linguagens: circo, teatro de bonecos, capoeira, permacultura, humor e filosofia, buscando integrar as artes e saberes e responsabilidade social. Sempre buscando valorizar a ancestralidade e diversidade dos saberes, seres e quereres em diálogo com as inovações. Produtor e gestor cultural da cidade de Eusébio e estado do Ceará, No mundo do circo trabalhou com as linguagens de malabarismo, equilibrismo e acrobacia.

Fundador da Associação CircoLAR Sr. Juarez, localizada na cidade de Eusébio, onde ensino a 4 anos circo, capoeira e teatro de bonecos. Membro Criador do grupo de brincantes da cultura popular do Ceará - BREU (BRincantes de Eusébio)